Sem categoria

No Brasil, maioria dos estudantes busca conciliar estudo com trabalho

Pesquisa aponta que mais de 60% dos universitários dividem o tempo entre a

faculdade e o emprego.

Por Leonardo Azevedo

O número de jovens universitários brasileiros que divide o tempo entre estudo e trabalho é cada vez maior. Em 2012, um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apontou que mais de 60% dos estudantes do ensino superior tentam conciliar a sala de aula com o emprego.

“Eu comecei uma graduação com 19 anos e, por conta do trabalho, eu tive que parar. Era muito complicado conciliar”, explica Camila de Oliveira, que hoje cursa psicologia e trabalha de segunda a sexta, das 8h às 18h com uma hora de intervalo.

A pesquisa mostrou, ainda, que cerca de 71% dos estudantes dedicam até 10 horas semanais para atividades complementares fora da sala de aula. Mas, quando esse critério é avaliado entre os que possuem alguma ocupação, esse número cai. Os que exercem alguma atividade remunerada dedicam apenas cinco horas semanais para tarefas complementares.

Aluna de Ciências Sociais, Elane Oliveira, diz que é possível se organizar, porque trabalha à tarde e faz faculdade à noite. “Às vezes, pela manhã, estudo ou leio alguma coisa, mas não é possível estudar o quanto eu queria, porque meu curso é de muita leitura”, lamenta. Mesmo temendo não ter tempo suficiente para fazer o estágio obrigatório, o trabalho de conclusão de curso e o emprego formal, Camila diz obter boas notas na faculdade.

A elaboração de uma rotina com estratégias que otimizem o tempo e priorizem o equilíbrio no cotidiano desses estudantes é necessária, mas para isso é preciso que o estudante avalie e perceba que possui uma maneira própria de aprender, lembra a professora de psicologia, Márcia Beckman. Ela ressalta o estudo cruzado – estudar não o conteúdo da aula recente, mas o da aula ou semana anterior – como uma boa alternativa. “Dessa maneira, o aluno se esforça em buscar informação da semana anterior. Nesse processo a implicação de concentração é maior”, explica a psicóloga.

A psicóloga Érica Peixoto destaca que é preciso planejamento, organização e disciplina. O estudante pode aproveitar todo o tempo que tiver como, por exemplo, os períodos em que fica preso no engarrafamento. “Um bom recurso seria utilizar os aplicativos que transformam o texto em áudio. Se o aluno absorve o conteúdo melhor escutando ao invés de ler, ele deve perceber se isso será útil”, diz.

0 comentário em “No Brasil, maioria dos estudantes busca conciliar estudo com trabalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.