Jornalismo

Universitárias enfrentam os desafios de conciliar a maternidade com os estudos

A maternidade pode ser um momento delicado para quem está estudando

Por Samantha Araújo

A rotina universitária é baseada em estudos, aulas práticas e teóricas, estágios e afins. Conciliar maternidade com essa rotina nem sempre é fácil. A aluna do 7° período do curso de Jornalismo, Larissa Martins, grávida de oito meses, vem tentando se adaptar. “Logo que descobri que estava grávida, bateu um certo medo por não saber como conciliar esse momento tão incrível com outro momento tão importante, que é o último ano da universidade”, revelou. Para ela, tem sido um grande desafio conseguir organizar os estudos com a rotina do pré-natal, estágios e monografia, mas ter um filho e se formar em jornalismo sempre foram os seus dois grandes sonhos. Por isso, desistir é algo totalmente fora de cogitação.

MATÉRIA Universitárias enfrentam os desafios de conciliar a maternidade com os estudos - Larissa Martins, estudante de Jornalismo

Quem também vive as mesmas dúvidas e inseguranças é a estudante do 4º período de Design, Ana Luiza Campos, grávida de sete meses. Ela pretende continuar os estudos normalmente até o nascimento do bebê, previsto para o período das férias. “No início, vou ter o apoio da minha mãe, que ficará com ele enquanto eu estiver na universidade, mas acredito que terá dias em que terei que levá-lo comigo. Uma das dificuldades vai ser com a amamentação, vou ter que tirar o leite para deixar durante o tempo em que estiver estudando. Outra dificuldade que imagino que terei é com os trabalhos, pois meu curso é bastante prático e precisarei me organizar bem em relação a isso”, contou Ana Luiza.

MATÉRIA Universitárias enfrentam os desafios de conciliar a maternidade com os estudos - Ana Luiza Campos, aluna de Design

Foco e vontade de crescer

Para sobreviver à tripla jornada (esposa, universitária e mãe), a estudante de Direito, Isabela Duarte, conta com o apoio da família e com a vontade de concluir os estudos. Ela trancou o curso quando estava no 6° período e com oito meses de gestação, mas voltou no semestre seguinte. “Na gravidez tive dificuldades com o horário de estudo, pois sentia muito sono e falta de disposição. Após o nascimento do bebê, recebi o apoio dos meus familiares. Quando vou para a universidade, o bebê fica com os avós ou com o pai, e quando estou com ele, aproveito os momentos em que ele está dormindo para estudar”, disse a aluna.

MATÉRIA Universitárias enfrentam os desafios de conciliar a maternidade com os estudos - Isabela Duarte, aluna de Direito

Como funciona a licença maternidade para estudantes:

  • Na Universidade Ceuma, a licença maternidade concede direito ao Regime Domiciliar;
  • A aluna gestante recebe o atestado médico e, conforme a data de entrega do atestado à instituição, tem o prazo de até oito dias para dar entrada, na Central de Atendimento, nos Exercícios Domiciliares;
  • A Licença Maternidade garante afastamento das atividades acadêmicas por um período de 90 a 120 dias;
  • Durante o período de licença, a aluna precisa fazer os exercícios domiciliares;
  • Em casos especiais, comprovados por meio de atestado médico, poderá ser ampliado o período de licença.

0 comentário em “Universitárias enfrentam os desafios de conciliar a maternidade com os estudos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.