Destaque Giro Acadêmico Jornalismo

Impacto do Treinamento Resistido é tema de palestra de Fisioterapia

Por Suzane Mesquita e Suellen Evelyn

Ocorreu na última sexta-feira (14), no auditório Josué Montello – campus Renascença, o I Seminário LAFESP promovido pelo curso de Fisioterapia. O evento foi organizado pela Liga Acadêmica de Fisioterapia Esportiva e teve por objetivo motivar os alunos desse curso e de Educação Física a aprimorarem seus conhecimentos na área esportiva. O educador físico em Ciência da Saúde e Engenheiro Corporal, Marlon Lemos Araújo, e o professor especialista em Fisioterapia Manual e em Traumato-Ortopedia, Gabriel Reis, deram início ao seminário.

Para o presidente da LAFESP e aluno do 3° período de Fisioterapia, Leonardo Fontoura, o propósito do evento foi trazer a fisioterapia esportiva aliada à Educação Física, pois essas duas áreas podem atuar em conjunto quando se trata de reabilitação de atletas. “Não podemos ter reabilitação de alguma lesão em atletas sem um fisioterapeuta ou educador físico. Por isso, trouxemos essas duas vertentes para serem ainda mais aprofundadas, e, de certa forma, oferecer aos acadêmicos uma visão ampliada das áreas”, explicou.

Marlon Lemos, educador físico com doutorado em Ciência da Saúde.Palestrante Marlon Lemos, educador físico com doutorado em Ciência da Saúde

O educador físico Marlon Lemos conduziu o primeiro momento da palestra com o tema “Impacto do Treinamento Resistido na Prevenção e Reabilitação de Lesões Osteomioarticulares”. Ele esclareceu como o treinamento resistido pode prevenir e tratar lesões que cometem múltiplos tendões e articulações.

O palestrante ressaltou ainda, que ao realizar um treinamento de reabilitação ou prevenção de lesões em um atleta, é necessário definir uma via energética para que o indivíduo tenha reação, ou de fato, uma melhora de seu desempenho.

“Se no treinamento eu quero melhorar o padrão da força do quadríceps de um jogador de futebol, por exemplo, é preciso compreender qual metabolismo utilizar. Se eu não entendo de bioenergética, dificilmente eu saberei como reabilitar um paciente ou como melhorar sua força, pois vou estar em treinamento aeróbico ou em sistemas anaeróbicos”, frisou.

O profissional em Engenharia Corporal pontuou ainda que o Treinamento Resistido é um estímulo para gerar uma adaptação na estrutura do corpo que foi lesionada, e que para prescrever o treinamento, é necessário usar a individualidade biológica, um dos princípios recomendados.

Gabriel Reis, um dos integrantes do Instituto TRATA, especializado em cuidar de joelhos e quadris, deu continuidade ao evento ressaltando que a sobrecarga – um dos princípios do treinamento resistido – é ainda pior para atletas de ombro, pois todo esportista que tem um alto grau de estresse e de sobrecarga em alguma articulação é preciso ter um equilíbrio muscular bem acertado, caso contrário, uma lesão poderá ser ocasionada.

Gabriel Dias professor especialista em Fisioterapia Manual e especialista em Traumato ortopediaGabriel Reis, professor especialista em Fisioterapia Manual e especialista em Traumato-Ortopedia

“Se o músculo não consegue conter essa sobrecarga, passamos para as cápsulas articulares de ligamentos. Logo, se a sobrecarga for superior, chegamos no tecido ósseo e provavelmente já encontraremos uma eventual fratura. Dessa maneira, observa-se que é importante possuir todo um aparato de volume muscular justamente para evitar situações como essa”, finalizou o especialista.

Otávio Lima, estudante de Educação Física da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, contou o quanto a palestra contribuiu para reforçar ainda mais o conteúdo que está sendo visto em sala de aula. “Já tenho um conhecimento prévio sobre o assunto, mas é sempre interessante ouvir de diferentes profissionais seus posicionamentos, pois isso aumenta a minha capacidade de reter a informação transmitida”, relatou o estudante do 4º período.

 

0 comentário em “Impacto do Treinamento Resistido é tema de palestra de Fisioterapia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.